Lidando com Mania Bipolar


O que é transtorno bipolar e mania? O transtorno bipolar é uma condição de saúde mental que pode causar episódios de altos e baixos extremos. Esses episódios são chamados de mania e depressão. A gravidade e a frequência desses episódios ajudarão seu médico a determinar o tipo de transtorno bipolar que você tem.

  • O transtorno bipolar 1 ocorre quando você tem pelo menos um episódio maníaco. Você pode ou não ter um episódio depressivo maior antes ou depois de um episódio maníaco. Além disso, você pode experimentar um episódio hipomaníaco , que é menos grave do que a mania.

  • O transtorno bipolar 2 é quando você tem um episódio depressivo maior que dura pelo menos duas semanas e um episódio hipomaníaco que dura pelo menos quatro dias.

Mania é um sintoma associado ao transtorno bipolar 1. Você pode ter o seguinte durante um episódio maníaco:

  • humor anormalmente elevado

  • humor persistentemente irritável

  • humor excepcionalmente energético

O DSM-5 é uma referência médica comumente usada por profissionais de saúde para auxiliar no diagnóstico. De acordo com essa referência, para ser considerado um episódio maníaco, seus sintomas de mania devem durar pelo menos uma semana, a menos que você esteja hospitalizado. Seus sintomas podem durar menos de uma semana se você for hospitalizado e tratado com sucesso.

Durante um episódio maníaco, seu comportamento é muito diferente do comportamento normal. Embora algumas pessoas sejam naturalmente mais enérgicas do que outras, aqueles que experimentam mania apresentam um nível anormal de energia, irritabilidade ou até mesmo comportamento direcionado a um objetivo.

Alguns dos outros sintomas que você pode sentir durante um episódio maníaco incluem:

  • sentimentos de autoestima e auto importância inflada

  • sentindo que não precisa dormir, ou precisa dormir muito pouco

  • tornando-se incomumente falador

  • experimenta pensamentos acelerados

  • ficar facilmente distraído

  • envolver-se em comportamentos de risco, como compras sem sentido e descontroladas, indiscrições sexuais ou fazer grandes investimentos comerciais

A mania pode fazer com que você se torne psicótico. Isso significa que você perdeu o contato com a realidade.

Episódios maníacos não devem ser considerados levianamente. Eles afetam sua capacidade de desempenho normal no trabalho, na escola e em atividades sociais.


Alguém que está passando por um episódio maníaco pode precisar ir ao hospital para não se machucar. Os episódios maníacos podem variar de pessoa para pessoa. Algumas pessoas podem reconhecer que estão caminhando para um episódio maníaco, enquanto outras podem negar a gravidade de seus sintomas.


Se você tiver em mania, no calor do momento, provavelmente não perceberá que está tendo um episódio maníaco. Portanto, talvez a melhor maneira de lidar com a mania seja planejando com antecedência. Aqui estão algumas etapas que você pode seguir para se preparar.

Fale com sua equipe de saúde

A primeira e mais importante coisa a fazer se você acha que tem episódios maníacos é entrar em contato com seu médico. Isso pode incluir um psiquiatra, enfermeiro psiquiátrico, conselheiro, psicólogo ou outro profissional de saúde mental.


Se você tiver um ente querido ou familiar que conheça sua doença, eles também podem ajudá-lo a receber apoio.

Identifique medicamentos que ajudam


Os profissionais de saúde geralmente tratam os episódios maníacos agudos com medicamentos conhecidos como antipsicóticos. Esses medicamentos podem reduzir os sintomas maníacos mais rapidamente do que os estabilizadores de humor. No entanto, o tratamento de longo prazo com estabilizadores de humor pode ajudar a prevenir futuros episódios maníacos.

Exemplos de antipsicóticos incluem:

  • olanzapina (Zyprexa)

  • risperidona (Risperdal

  • quetiapina (Seroquel)

Exemplos de estabilizadores de humor incluem:

  • lítio (Eskalith)

  • divalproex de sódio (Depakote

  • carbamazepina (Tegretol)

Se você já tomou esses medicamentos no passado e tem algum conhecimento de como eles funcionam para você, anote essa informação em um cartão de medicamento. Ou você pode adicioná-lo ao seu registro médico.

Evite gatilhos que pioram sua mania

Álcool, drogas e medicamentos controlados que alteram o humor podem contribuir para um episódio maníaco e afetar sua capacidade de recuperação. Evitar essas substâncias pode ajudá-lo a manter o equilíbrio emocional. Também pode ajudar a tornar a recuperação mais fácil.

Mantenha uma programação regular de alimentação e sono

Quando você vive com transtorno bipolar, ter estrutura em sua vida diária é vital. Isso inclui seguir uma dieta saudável e evitar cafeína e alimentos açucarados que podem afetar seu humor.

Dormir regularmente o suficiente também pode ajudar a evitar episódios maníacos ou depressivos. Além disso, pode ajudar a reduzir a gravidade de quaisquer episódios que ocorram.

Cuide de suas finanças

Os gastos excessivos podem ser um dos principais sintomas da mania. Você pode lidar com isso limitando a facilidade com que pode acessar suas finanças. Por exemplo, guarde dinheiro suficiente para manter o seu estilo de vida diário em casa, mas não tenha dinheiro extra disponível.

Você também pode querer manter cartões de crédito e outros métodos de gasto em locais onde são mais difíceis de usar. Algumas pessoas acham útil dar seus cartões de crédito a um amigo ou familiar de confiança, enquanto outras evitam tê-los.

Configure lembretes diários

Crie lembretes para tomar seus medicamentos e manter um horário regular de dormir. Além disso, considere o uso de notificações por telefone ou computador para ajudá-lo a manter sua programação.

Se recuperando de um episódio maníaco

No período de recuperação, é hora de começar a recuperar o controle sobre sua vida e cronograma. Discuta com seu especialista de saúde mental e familiares o que você aprendeu com o episódio, como os possíveis gatilhos. Você também pode começar a restabelecer uma programação para dormir, comer e se exercitar.

É importante pensar no que você pode aprender com este episódio e como você pode se ajudar no futuro. Isso o ajudará a se envolver mais tarde na prevenção da mania.


Prevenindo a mania


Após um episódio maníaco, muitas pessoas percebem o que pode levar aos episódios. Exemplos de gatilhos de mania comuns podem incluir:

  • beber álcool ou usar drogas ilegais

  • ficar acordado a noite toda e não dormir

  • sair com pessoas reconhecidamente uma influência prejudicial à saúde (como aqueles que normalmente tentam convencê-lo a usar álcool ou drogas)

  • abandonar uma dieta regular saudável

  • abandonar a prática de exercícios físicos

  • parar ou pular seus medicamentos

  • pular sessões de terapia

Manter uma rotina tanto quanto possível pode ajudar a reduzir os episódios maníacos. Mas tenha em mente que isso não os impedirá completamente.


Preparações importantes para lidar com a mania


Se você ou um ente querido tem transtorno bipolar, existem alguns preparativos importantes que você pode querer fazer.

Plano de ação de recuperação de bem-estar

Um “Plano de Ação de Recuperação do Bem-Estar” o ajuda a tomar decisões importantes e ter pessoas de contato de que você pode precisar se entrar em uma crise. Exemplos de itens neste plano incluem:

  • números de telefone de familiares, amigos e / ou profissionais de saúde

  • números de telefone de linhas locais de crise, centros de emergência e do CVV - Centro de Valorização da Vida

  • seu endereço pessoal e número de telefone

  • medicamentos que você está tomando atualmente

  • gatilhos conhecidos para mania


Você também pode criar outros planos com familiares ou amigos de confiança. Por exemplo, seu plano pode registrar decisões sobre quem vai cuidar de certas coisas durante um episódio. Ele pode registrar quem cuidará de tarefas importantes, como pagar suas contas ou alimentar seus animais de estimação. Ele também pode registrar quem irá gerenciar os detalhes financeiros, como encontrar recibos de vendas ou fazer devoluções, se a onda de gastos se tornar um problema.

Panorama

Se você tiver mania, pode tomar medidas para diminuir o risco de ter episódios, como seguir seu plano de tratamento e evitar gatilhos. Essas etapas podem ajudar a reduzir o número e a gravidade dos episódios.

Mas, como você não pode evitar totalmente os episódios maníacos, também ajuda estar preparado. Fique conectado com sua equipe de saúde, tome decisões antes de episódios maníacos e esteja pronto para pedir ajuda quando você precisar. Preparar-se para um episódio maníaco antes que aconteça pode ajudá-lo a controlar sua condição e a viver mais confortavelmente com o transtorno bipolar.

0 visualização0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

© 2018 Manual da Vida. Todos os direitos reservados.

  • Facebook B&W